Páginas

17 de ago de 2009

microfísica do poder

O sexo está presente em tudo e sua onipresença vai além da exposição midiática: ele faz parte do discurso, das instituições e das práticas sociais.

Foulcault fala em "miséria da sexualidade". Essa idéia é pelo fato de que o sexo encontra-se sempre no centro de tudo, tanto do lado "anti-sexo", quanto do lado "pró-sexo". Coação, incitação e vigilância sobre o sexo são dispositivos de controle social. O que são a educação e o adestramento, senão formas de controle? Ah,sim, incitar também é uma forma de exercer controle.

Discursos, instituições, organizações arquitetônicas, decisões regulamentares, leis, medidas administrativas, enunciados científicos, proposições filosóficas, morais, filantrópicas... o sexo está em tudo isso. E o que é dito, tanto quanto o que não é dito, influi na manipulação das relações de força.

Formulada E proibida, dita E interdita, a sexualidade é um comutador que nenhum sistema de poder pode dispensar.

Por que mesmo que eu tô escrevendo sobre algo tão, digamos, acadêmico, se eu nem pesquiso gênero??? Sei lá... mas se apenas uma única pessoa ler esse texto e parar para pensar nas condições masculina e, principalmente, feminina, pelo mundo, eu já fico feliz e satisfeita. É uma pessoa a mais tentando entender porque as coisas são como são, e como as mudanças podem ser feitas.

_______________________________

*lembrete muito importante AQUI