Páginas

24 de set de 2009

saramago

“...se antes de cada acto nosso, nos puséssemos a prever todas as conseqüências dele, a pensar nelas a sério, primeiro as imediatas, depois as prováveis, depois as possíveis, depois as imagináveis, não chegaríamos sequer a mover-nos de onde o primeiro pensamento nos tivesse feito parar.”

José Saramago, ‘Ensaio sobre a cegueira’