Páginas

20 de nov de 2010

nota rápida

Depois de o Conselho Nacional de Educação (CNE) recomendar que o livro Caçadas de Pedrinho, de Monteiro Lobato, não seja distribuído às escolas públicas por ser considerado racista, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) proibiu que a obra Os Cem Melhores Contos Brasileiros do Século continue sendo entregue a alunos da rede estadual. De acordo com a decisão, em caráter liminar, a obra contém "elevado conteúdo sexual, com descrições de atos obscenos, erotismo e referência a incesto". A obra faz parte de um programa da Secretaria de Educação de São Paulo que distribui livros para alunos da rede.

Ao ler uma notícia como a do parágrafo acima, me pergunto se estou "viajando" e tendo uma alucinação causada por LSD, cogumelos e afins... mas aí lembro que a única droga que estou usando no momento é Coca-Cola Zero. Do jeito que a coisa vai, daqui a pouco volta-se à Idade Média e à instauração de um Index de livros proibidos. Quem ousar ler qualquer dos grandes autores da literatura mundial vai pra fogueira. Se resolver ler filosofia então, é caso de tortura pesada até morrer.

Esse tipo de coisa parece piada, só que infelizmente é verdade. Enquanto isso, os alunos que já não têm o hábito de ler, passam a ler menos ainda... e a assistir ao "elevado conteúdo sexual" na televisão.

É pra rir ou pra chorar?