Páginas

25 de jun de 2012

esquerdistas

Penso muito nisso, mas uma pessoa que conheço conseguiu traduzir, em poucas linhas e de forma brilhante, em palavras. Então lá vai:


"Todo mundo é de esquerda: desde que o próprio salário seja mantido alto, distinguido da plebe rude e ignara, que não seja ameaçado por nenhuma política redistributiva, que se continue na própria vidinha burguesinha e que o Poder no qual eu milito seja aqueles com mais privilégios na Esplanada. @ Se fosse um discurso de boa-fé, seria apenas cômico."
Clarita Maia Simon