Páginas

4 de fev de 2013

Santa Maria e incoerência nacional


Após a tragédia em Santa Maria, os agentes públicos resolveram mostrar serviço país afora e fingir que trabalham direito. Hipóteses: expiar a própria responsabilidade sobre a tragédia; arrumar bodes expiatórios para levarem a culpa; tentar passar uma boa imagem na mídia.

Algo em torno de 180 estabelecimentos foram interditados em MG e RJ. Aqui na capital, foram 26. Os números devem aumentar, já que a mídia continua falando, insistentemente, no incêncio e em suas repercussões.

Agentes públicos quererem mostrar sua competência após qualquer tragédia não me surpreende e, aqui no país circense, é algo esperado. O que eu acho incoerente, para não usar palavra pior, são as pessoas que há poucos dias estavam apedrejando todos os envolvidos no tal incêncio e agora estão mimimizando por causa da fiscalização.

Deixa eu ver se entendi:

Acontece um incêndio no RS, morrem mais de 200 pessoas, todo mundo fica indignado, procurando culpados (de fato ou simples bodes expiatórios), reclamando de um local ‘irregular’em diversos sentidos que estava funcionando. Aqui na capital, a Agefis fecha diversos lugares em situação irregular… e fica todo mundo reclamando de diminuirem as opções de diversão na cidade? É isso mesmo?

Ok. Reclamem de bares e boates serem fechados. Até morrer alguém próximo em uma tragédia… aí talvez a incoerência seja engolida. Talvez…