Páginas

1 de abr de 2013

desconecte-se um pouco


Feriadão da Semana Santa teve Lollapalloza em Sampa e me lembrou do quanto acho chata essa quase obrigação que temos, atualmente, de estarmos conectados o tempo todo. A realidade virtual, como dito AQUI, vai nos isolando cada vez mais da realidade real. Algumas vezes, acho até que a internet é o preservativo definitivo, pois está diminuindo o contato presencial entre as pessoas.

Não acho normal sentar em um bar e passar mais tempo acessando a internet via celular do que conversando com quem está ali presencialmente. Nem ir para a academia e ficar com o celular em mãos enquanto se exercita. Muito menos viajar e ficar postando fotos em redes sociais o tempo inteiro. Tão pouco fotografar e postar a refeição antes de apreciá-la. Para falar a verdade, não acho saudável alguém ficar o tempo todo conectado, exceto no caso de profissões que exijam isso (como médicos ou jornalistas, por exemplo).

Porém, devo ser um ET, afinal eu é que não estou cumprindo a obrigação de ficar compulsivamente checando emails e Facebook. Eu é que não estou cumprindo a obrigação de estar em uma festa e parar tudo para postar comentários no Twitter ou fotos no Instagram. Eu é que estou errada de enviar sms ou ligar quando quero combinar algo em cima da hora. Nada contra quem faz isso tudo, apenas prefiro não fazê-lo e continuarei não cumprindo essas obrigações que os outros acham que tenho.

Voltando ao início... No feriado, as redes sociais das quais participo viraram uma vitrine de postagens sobre o Lollapalloza. Tenho dúvidas sobre os motivos que levam as pessoas a ficarem postando seja lá o que for sobre um festival enquanto estão lá participando do festival (necessidade de mostrar para os outros? hábito?). Se o Lolla estava tão bom assim, por que gastaram tempo postando fotos e dando uma de narrador? Quando algo - show, festa, refeição, viagem, whatever - está muito bom, não é melhor desligar do mundo, se jogar e curtir?

Qual o próximo passo? Parar a transa no meio, se estiver muito boa, para comentar no twitter? Humanidade, fala sério né...