Páginas

17 de abr de 2013

pró-vida ou pró-feto?


Pessoas pró-vida que defendem o direito dos fetos acima dos direitos de qualquer outra pessoa, incluindo os da chocadeira que está carregando o amontoado de células, são contraditórias. Se não, vejamos:

- se o feto crescer e se descobrir homossexual, geralmente perde a simpatia destas pessoas;
- se o feto crescer e cometer algum crime, geralmente perde a simpatia destas pessoas;
- se o feto crescer e precisar de qualquer ajuda psicológica ou financeira, perde a simpatia dessas pessoas.

Os desonestos pró-vida, que tratam as mulheres como chocadeiras, diversas vezes também defendem a pena de morte, pois “bandido bom é bandido morto”. Estas pessoas defendem que desde o momento da concepção o feto é um ser humano, mas querem a redução da maioridade penal jogando o tal ser humano em um sistema desumano.

Pró-vida? De quem? Até que idade? Saiu da barriga, a mãe que se vire e o ex-feto que se foda né...

Que tal serem honestos e denominarem-se pró-feto?