Páginas

6 de jun de 2014

o que é família?

Preconceito e fanatismo são duas coisas que cegam tanto, mas tanto... que as pessoas desligam o tico e o teco e viram jegues, quadrúpedes ruminantes que nem se dão ao trabalho de pensar um pouquinho. Exemplo disso é a enquete da Câmara sobre o conceito de núcleo familiar.

Quase 62% dos votantes concordam com a definição de família como núcleo formado a partir da união entre homem e mulher, prevista no projeto que cria o Estatuto da Família. Quero crer que essa maioria seja somente ignorante, mas a realidade me diz que votaram assim por serem contra as famílias formadas por dois pais ou duas mães (homofobia pura e simples!). A cegueira, preconceituosa e fanática, que odeia homossexuais, faz essa maioria excluir todas as outras possibilidades... Chega a ser surreal.

O pior é que ignoram o óbvio: todas as outras famílias que não se enquadram no padrão “união entre homem e mulher” são excluídas – mas deveriam ser amparadas pelo tal estatuto caso algum dia ele venha a existir. Estamos em 2014 D.C. e as pessoas continuam dando passos rumo à Idade Média? É isso mesmo produção?

Não entrarei no mérito das famílias homoafetivas, apesar de claramente ser este o motivo principal que levou a maioria a votar dessa forma. Não concordo com essa definição. “União entre homem e mulher”? Façam-me o favor! Esse conceito débil e arcaico de família exclui muito mais do que os homossexuais. Tenho amigos e familiares que estão criando seus filhos sozinhos. Mãe solteira (ou pai solteiro) e seus filhos não são famílias? Mãe e filho não formam uma família? Pais que se divorciaram e estão fazendo de tudo para manter uma vida funcional e aprazível para eles e seus filhos não são uma família? A avó, tia ou qualquer parente que está criando o filho de um familiar falecido... não é família?


Família é tão mais do que a união entre homem e mulher... Uma pena que o preconceito e o fanatismo de muitos os impeça de enxergar coisas óbvias.